40853 resultados encontrados para . (0.036 segundos)

49225 FCC (2017) - TRT - 24ª REGIÃO (MS) - Analista Judiciário - Área Administrativa / Administração Pública

Suponha que determinada entidade integrante da Administração pública pretenda medir seu grau de excelência utilizando os conceitos, ferramentas e metodologias preconizados pela Fundação Nacional de Qualidade − FNQ. Tal pretensão afigura-se

  • a)
    viável apenas em se tratando de entidade sujeita ao regime jurídico privado, tais como empresas públicas e sociedades de economia mista.
  • b)
    inviável, em face da colidência com os princípios constitucionais que regem a Administração pública.
  • c)
    cabível, eis que o modelo da FNQ contempla adaptação para a gestão pública, com conteúdos específicos para cada critério.
  • d)
    de difícil consecução, haja vista a não aderência dos fundamentos preconizados pela FNQ ao “estado da arte” na Administração pública.
  • e)
    cabível apenas para fins de premiação, em caráter honorífico, para gestores públicos de destaque, não se aplicando para fins de avaliação da organização.

49226 FCC (2017) - TRT - 24ª REGIÃO (MS) - Analista Judiciário - Área Administrativa / Administração Pública

Um dos instrumentos disponíveis para a melhoria dos processos de uma organização é o Ciclo PDCA, com a padronização e a redução de erros. As etapas necessárias para aplicação de tal metodologia consistem em

  • a)
    promover a redução de fases; desenvolver estratégias; corrigir desvios e avaliar o desempenho dos envolvidos no processo.
  • b)
    mapear os processos; desenvolver estratégias de ação; controlar os prazos de execução; avaliar os resultados obtidos.
  • c)
    planejar; executar as atividades previstas no planejamento; verificar o grau de cumprimento do que foi planejado; identificar eventuais falhas e adotar ações corretivas.
  • d)
    estabelecer metas; definir ações necessárias para atingimento das metas; avaliar o cumprimento das metas; redesenhar os processos.
  • e)
    identificar os processos principais; planejar as atividades e tempos de execução; controlar a execução; agir para remover obstáculos.

49250 FCC (2017) - TRT - 24ª REGIÃO (MS) - Analista Judiciário - Área Administrativa / Administração Pública

O processo de Desenvolvimento Organizacional é composto de etapas sucessivas, tendo início a partir da colheita e análise de dados, partindo para sua intepretação e diagnóstico, para se chegar à fase de intervenção, que corresponde à implementação. Nesta última etapa, os agentes de mudança possuem à sua disposição diversas técnicas, direcionadas para cada membro da organização, individualmente, para equipes ou grupos, para relações intergrupais e para a organização como um todo. Constitui exemplo de técnica apropriada para o desenvolvimento do indivíduo:

  • a)
    retroação de dados.
  • b)
    consultoria de procedimentos.
  • c)
    reuniões de confrontação.
  • d)
    treinamento da sensitividade.
  • e)
    desenvolvimento transacional.

49251 FCC (2017) - TRT - 24ª REGIÃO (MS) - Analista Judiciário - Área Administrativa / Administração Pública

Alguns métodos de gerenciamento de projetos dão ênfase ao tempo de execução dos projetos, tais com o CPM − Critical Path Method e o PERT − Program Evaluation and Review Technique, sendo que o

  • a)
    CPM, assim como o PERT, são diagramas com quadrantes de tempo estimado de execução, porém utilizados em diferentes plataformas.
  • b)
    CPM é probabilístico, enquanto o PERT é determinístico, porém ambos atingem os mesmos objetivos.
  • c)
    CPM corresponde a um workflow, com a representação gráfica da sequência de atividades do projeto.
  • d)
    PERT, diferentemente do CPM, consiste em um sistema informatizado de gerenciamento de projetos.
  • e)
    PERT, diversamente do CPM, calcula o tempo de execução a partir da média ponderada das estimativas provável, pessimista e otimista.

49252 FCC (2017) - TRT - 24ª REGIÃO (MS) - Analista Judiciário - Área Administrativa / Legislação Federal

Para fins de atendimento prioritário, é considerado idoso

  • a)
    o homem, a partir de 65 anos, e a mulher, a partir dos 60.
  • b)
    tanto o homem como a mulher a partir de 65 anos.
  • c)
    tanto o homem como a mulher a partir de 70 anos.
  • d)
    o homem, a partir de 70 anos, e a mulher, a partir dos 60.
  • e)
    tanto o homem como a mulher a partir de 60 anos.

49253 FCC (2017) - TRT - 24ª REGIÃO (MS) - Analista Judiciário - Área Administrativa / Direito Constitucional

A associação dos metalúrgicos aposentados da cidade X está causando grande tumulto na cidade em razão das suas reivindicações e manifestações realizadas semanalmente na praça pública central. Assim, o Prefeito da cidade, através de Decreto, determinou que a associação será compulsoriamente dissolvida, devendo seus associados pagarem uma multa em caso de funcionamento após a data prevista para a sua dissolução. Neste caso, de acordo com a Constituição Federal,

  • a)
    o Prefeito agiu corretamente uma vez que as associações podem ser compulsoriamente dissolvidas por decreto do Chefe do Poder Executivo Municipal quando praticarem atos ilegais ou perturbarem a ordem.
  • b)
    a referida associação só poderá ser compulsoriamente dissolvida por decisão judicial transitada em julgado.
  • c)
    a referida associação só poderá ser compulsoriamente dissolvida por decisão judicial, não sendo exigido o trânsito em julgado.
  • d)
    o Prefeito agiu corretamente uma vez que as associações podem ser compulsoriamente dissolvidas, em qualquer hipótese, por decreto do Chefe do Poder Executivo Municipal, sendo permitida a aplicação de multa na hipótese narrada.
  • e)
    o Prefeito agiu corretamente uma vez que as associações podem ser compulsoriamente dissolvidas mediante decreto do Chefe do Poder Executivo Municipal, sendo vedado, porém, a previsão de multa na hipótese narrada.
icon
Questão anulada pela banca organizadora do concurso.

49254 FCC (2017) - TRT - 24ª REGIÃO (MS) - Analista Judiciário - Área Judiciária / Português

Mostrar/Esconder texto associado

Está correto o emprego de ambos os elementos sublinhados na frase:

  • a)
    O bom leitor, em cuja atenção um texto depende para ser bem compreendido, não hesita de reconhecer a perspectiva de quem redige uma notícia.
  • b)
    Quando se pensa nos bons leitores, imagina-se que nunca lhe escapa a necessidade de levar em conta, na leitura de uma notícia, o ponto de vista de quem as elaborou.
  • c)
    Falta à muita gente o cuidado essencial de detectar numa notícia não apenas o que ela diz, mas sobretudo o modo ao qual ela se determina retratar uma situação.
  • d)
    A interpretação de uma notícia, aonde o bom leitor deve estar comprometido, é fundamental para que não sejamos levados à imaginar que tudo o que se publica é uma verdade definitiva.
  • e)
    Os leitores de jornal, caso não lhes ocorra levar em conta o valor da perspectiva de quem redige uma notícia, não estão imunes à manipulação maliciosa das palavras.

49255 FCC (2017) - TRT - 24ª REGIÃO (MS) - Analista Judiciário - Área Judiciária / Legislação Federal

Gilberto tem mobilidade reduzida em razão de um acidente automobilístico que o vitimou, e pretende realizar uma viagem em transporte coletivo interestadual. Neste caso, Gilberto, segundo a Lei no 8.899/1994 e o Decreto no 3.691/2000:

  • a)
    não tem direito ao passe livre, uma vez que esse direito não se estende para o transporte coletivo interestadual, mas somente em meios de transporte local.
  • b)
    não tem direito ao passe livre, uma vez que a existência de mobilidade reduzida não caracteriza deficiência, razão pela qual ele não se enquadra nas hipóteses legais.
  • c)
    pode ter direito ao passe livre, independente de prova de que seja carente, mas as empresas de transporte somente têm o dever de reservar dois assentos a cada veículo destinado a serviço convencional.
  • d)
    pode ter direito ao passe livre, independente de prova de que seja carente ou do número de assentos reservados pela empresa de transporte em veículo destinado a serviço convencional.
  • e)
    pode ter direito ao passe livre, desde que comprove ser carente, mas as empresas de transporte somente têm o dever de reservar dois assentos a cada veículo destinado a serviço convencional.

49256 FCC (2017) - TRT - 24ª REGIÃO (MS) - Analista Judiciário - Área Judiciária / Direito Processual do Trabalho

Em audiência realizada no curso da ação trabalhista movida por Perseu em face da empresa Cavalo de Tróia Empreendimentos, após terem sido ouvidas as partes, o Juiz apresentou proposta conciliatória que foi aceita pelas partes. Entretanto, nada foi ajustado sobre custas. Conforme normas contidas na Consolidação das Leis do Trabalho, as custas processuais

  • a)
    ficarão a cargo da reclamada, em razão do princípio da hipossuficiência do trabalhador.
  • b)
    serão de responsabilidade do reclamante que irá se beneficiar com proveito econômico do acordo.
  • c)
    serão dispensadas pela União nos casos de conciliação em processo trabalhista.
  • d)
    caberão em partes iguais aos litigantes, sempre que houver acordo, se de outra forma não for convencionado.
  • e)
    serão atribuídas sempre à reclamada, uma vez que o acordo implica em confissão de dívida.

49259 FCC (2017) - TRT - 24ª REGIÃO (MS) - Analista Judiciário - Área Judiciária / Direito Processual do Trabalho

Asclépio, residente e domiciliado em Manaus, participou de processo seletivo e foi contratado na cidade de Brasília, onde se localiza a sede da empresa Orfheu Informática S/A, para trabalhar como programador, na filial da empresa no Município de Campo Grande. No contrato de trabalho as partes convencionaram como foro de eleição a comarca de São Paulo. Após dois anos de contrato, Asclépio foi dispensado por justa causa sem receber nenhuma verba rescisória, retornando para Manaus. Não concordando com o motivo da sua rescisão, o trabalhador resolveu ajuizar reclamação trabalhista em face da sua ex-empregadora. Conforme a regra de competência territorial prevista na lei trabalhista a ação deverá ser proposta na Vara do Trabalho de

  • a)
    Brasília, por ser a sede da empresa reclamada.
  • b)
    Brasília, por ser o local da contratação.
  • c)
    Manaus, local de seu domicílio.
  • d)
    Campo Grande, local da prestação dos serviços.
  • e)
    São Paulo, foro de eleição contratual.